Coworking (ou Como empreender a baixíssimo custo sem fazer feio)

13178786_1005380082887649_3299272450174733691_nEm junho de 2016, durante um período sabático de busca por um sentido para a advocacia que eu praticava (e que não fazia feliz), sofri um impulso muito forte de, enfim, abraçar uma ideia que era um sonho antigo e sempre ignorado: EMPREENDER VIA COWORKING.

COWORKING é uma forma de se flexibilizar o local e o horário de trabalho. É uma alternativa ao home office (um modelo de empreendedorismo que demanda MUITA disciplina e comprometimento) e aos escritórios convencionais (caros, burocráticos, que requerem contratação de colaboradores e outros encargos).

Basicamente, o coworking se desenvolve em uma sala ampla (em uma casa ou torre comercial) composta de uma bancada de serviço ou estações de trabalho em que diversos profissionais (arquiteto, advogado, contador, designer de interiores, publicitário, desenvolvedor de TI e pequenos empresários, por exemplo) trabalham, lado a lado, colaborando, mutuamente, para redução de custos empresariais.

Os gastos com secretária, motoboy, aluguel, energia elétrica, etc. são rateados entre os contratantes do serviço (chamados de coworkers).

As empresas de coworking oferecem:

a) o serviço de domicílio comercial, a uma mensalidade muito módica, com direito ao gerenciamento de correspondência e ligações telefônicas por uma secretária, além da autorização de se usar o endereço do prédio em cartões de visitas, material de identidade visual, em geral. Pagando um pouco a mais é possível reservar sala de reuniões e espaços de convivência para atender clientes e oferecer cursos, por exemplo.

b) o serviço de locação de estação de trabalho, o coworker não precisa se preocupar com compra de mobiliário de escritório (cadeira, mesa, café da tarde), basta levar notebook e começar a trabalhar, simples assim. Os espaços de coworking oferecem modalidades diferenciadas de jornada de trabalho, por exemplo, 20h semanais, 80h mensais ou período integral, tudo a depender da comodidade do contratante, com direito aos mesmos benefícios de domicílio comercial já mencionados;

c) o serviço de locação de sala comercial/espaço individualizado, são disponibilizadas pequeninas salas para empresas que tenham necessidades mais específicas e queiram dar uma identidade pessoal ao seus negócios sem perder o conforto do coworking; são ambientes de, no máximo, 9m².

A cidade de Fortaleza fornece mais de uma dúzia de locais que oferecem o serviço de coworking. Estou sediada na Caramelo Comunicação e Coworking, localizada no Bairro Edson Queiroz.

Escolhi esse local pela proximidade da minha casa (moro na Cidade dos Funcionários), pelo preço que foi muito convidativo (pago R$ 100,00 pelo domicílio comercial e pelo atendimento muito gentil da Clebia, a secretária), pela excelente localização da Caramelo que fica há alguns quarteirões do Fórum Clóvis Beviláqua e, enfim, por ser um espaço muito charmoso e descolado (uma bela imagem/uma sede bacana são muito importantes na advocacia).

Para conhecer o ambiente, acessa o link, inclusive, para consultar valores oferecidos pela Caramelo para outras modalidades de serviços. Eu recomendo!

Essa é a minha dica de empreendedorismo de hoje, sempre aos domingos vou transmitir algo relacionado ao tema porque, enfim, a caminhada fica mais agradável e amena se ajudarmos uns aos outros.

Até o próximo domingo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s